José Carlos Brunoro espera um telefonema de Paulo Nobre. Afinal, o ex-treinador de vôlei e hoje executivo do esporte foi sondado pelo novo presidente do Palmeiras para ser o diretor-executivo de futebol da gestão do recém-eleito. “Vamos ver o que acontece agora”, disse Brunoro ao Blog do Boleiro.

Ele é lembrado pelos palmeirenses pela passagem entre 1992 e 1997, quando foi diretor de esportes da América Latina e o time de futebol – patrocinado pela Parmalat – venceu duas vezes o Campeonato Brasileiro (1993 e 1994), um Torneio Rio- São Paulo (1993) e três Campeonatos Paulista (1993,1994 e 1996). “Ganhamos quase tudo”, disse lembrando que ficou faltando um título, o da Libertadores da América, que foi conseguido em 1999.

Vindo do vôlei, Brunoro é presidente do conselho da Brunoro SportBusiness. No futebol, ele é diretor executivo do Audax, clube ligado ao Grupo Pão de Açúcar, que revela jogadores como o volante Paulinho, hoje no Corinthians.

Ele desempenha também a função de diretor técnico da Confederação Brasileira de Basquete. Nesta função, trouxe um treinador argentino (Rubén Magnano) para dirigir a seleção brasileira masculina. O Brasil, depois de 16 anos, voltou a disputar os Jogos Olímpicos.

Se for convidado por Paulo Nobre, como o novo presidente acenou para ele, José Carlos Brunoro, 62 anos, deverá deixar estas atribuições ou pelo menos o Audax para não haver conflito de interesses.