inclusão de arquivo javascript

Torcida “Gaivotas da Fiel” segue modelo dos “Gay Gooners” do Arsenal; uniformizada admite que futebol é ambiente preconceituoso | Blog do Boleiro
Torcida “Gaivotas da Fiel” segue modelo dos “Gay Gooners” do Arsenal; uniformizada admite que futebol é ambiente preconceituoso | Blog do Boleiro

Blog do Boleiro

Torcida “Gaivotas da Fiel” segue modelo dos “Gay Gooners” do Arsenal; uniformizada admite que futebol é ambiente preconceituoso

0 Comentário

“Como um clube, nós queremos garantir que encorajamos uma atmosfera inclusiva para todos nossos torcedores, independentemente da sexualidade ou identidade de gênero de cada um”.

A frase é do dirigente de um clube com mais de cem anos de fundação, muito popular, campeão em seu país e com título único no continente. Ela serve como um lema da política contra o preconceito em seu estádio, nos jogos e na torcida.

Trata-se do Arsenal, de Londres, que tem até sua torcida uniformizada “Gay Gooners”. E ela participou, em julho deste ano, de um desfile LGBT (A Parada do Orgulho de Londres) que celebra as conquistas dos homossexuais na história da Inglaterra. Devidamente vestida com camisa dos “Gunners of London”, com faixa e apoio do clube.

Os “gay gooners” são cerca de 60 torcedores que já têm lugar garantido nas arquibancadas do estádio Highbury, no norte de Londres. Contam com o apoio do clube, mas enfrentam a ira e preconceito de outros fãs do Arsenal e, especialmente, das equipes adversárias. Mas já contam com proteção e parecem crescer em número e gêneros.

A atitude do Arsenal foi elogiada por dirigentes do Chelsea e do Tottenham, que pensam em adotar algo semelhante. Mas vão encontrar resistência entre torcedores que ainda acham: “Futebol é coisa para homem”.

Nesta semana, o jornalista e apresentador de televisão Felipeh Campos anunciou a criação da “Gaivotas da Fiel”, uma torcida corintiana assumidamente gay, disposta a fazer festa nos estádios. Até aqui, a ideia foi tratada com silêncio por dirigentes do Corinthians e pela maior torcida uniformizada do clube, a Gaviões da Fiel.

O assunto já foi conversado na organizada. Segundo Érika Paz Pangelaso, assessor de imprensa da Gaviões, a diretoria não vai se pronunciar oficialmente sobre a nova torcida. “A Gaviões não tem que se meter neste assunto. A torcida não se opõe, mas a gente sabe que o ambiente do futebol é muito preconceituoso”, disse ao Blog do Boleiro.

A diretoria corintiana também faz silêncio. Já foi assim quando o atacante Émerson publicou uma foto no Instagram com ele dando um selinho em um chefe de cozinha, de quem é amigo e sócio. A foto foi tirada pela namorada do jogador e ele deixou claro que estava fazendo uma provocação contra o preconceito sexual.

A foto irritou corintianos a ponto de dirigentes da Gaviões se reunirem com o atacante, diante da diretoria, para avisar que certos temas não são colocados em pauta no futebol. Escaldados, os dirigentes corintianos vão se manter equidistantes do tema. Resta saber se a ideia de Felipeh Campos, que ficou conhecido como dublador nos programas do SBT, vai vingar.

Luciano Borges Luciano Borges

Luciano Borges

Luciano Borges, 55 anos, é jornalista desde 1978. É correspondente-sênior da SBS Radio (Austrália).



compartilhe e assine o blog





Sorry, your browser does not handle frames!<a href="http://www.terra.com.br/"> terra </a>

 
 
Leia também X PL do Fairplay Financeiro: a bola está com presidente Dilma