Terra Magazine

 

Sexta, 13 de abril de 2007, 08h15 Atualizada às 20h35

PF prende ex-vice-presidente do TRF-RJ

Exclusivo, do Rio de Janeiro

A Polícia Federal, com um contingente de 300 homens, realizou na manhã de hoje a "Operação Hurricane" (Furacão, em inglês), para deter envolvidos na lavagem de dinheiro por meio de controladores de jogos como bingos e caça-níqueis. Entre os presos, o desembargador José Eduardo Carreira Alvim, que até ontem era vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES).

Também foram detidos outros integrantes do Poder Judiciário, acusados de envolvimento e conexões com o esquema, e a delegados da própria PF - Susie Pinheiro, que atuava interinamente como corregedora-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo) e Carlos Pereira, delegado em Niterói (RJ).

» Pela 1.ª vez, desembargador federal é preso por ligação com crime organizado
» Na Bahia, PF prende procurador regional da República do RJ
» Veja a lista de presos na operação
» Opine aqui sobre a Operação da PF
» Veja galeria de fotos da Operação

Também foram detidos os conhecidos contraventores Anísio Abraão David, ex-presidente da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, Capitão Guimarães, presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, e Antônio Petrus Kalil, de apelido Turcão, apontado pela polícia como um dos mais influentes bicheiros do Rio. Abraão David e capitão Guimarães são formalmente chamados de "ex-contraventores". Há mais operadores desta mesma modalidade de crime envolvidos.

Além do Rio de Janeiro, a operação se estendeu por São Paulo, Bahia e Distrito Federal. Todos os 25 procurados foram presos.

Os detidos serão levados de avião para Brasília. Das três centenas de policiais que participam da Operação Hurricane, boa parte deles foi trazida do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná.

 

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol