Terra Magazine

 

Sexta, 14 de novembro de 2008, 16h52 Atualizada às 17h19

"Não sei quem fez grampo no STF", garante Félix

Wilson Dias/Agência Brasil
O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Jorge Félix, nega conhecer o autor do suposto grampo contra o presidente do Supremo ...
O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Jorge Félix, nega conhecer o autor do suposto grampo contra o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes

Bob Fernandes

O general Jorge Félix, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), foi informado de notícia que dizia ser ele, o general, conhecedor do "araponga da Agência Brasileira de Inteligência que grampeou a conversa travada por telefone" entre o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Terra Magazine buscou uma confirmação para a informação e recebeu às 16h40 desta sexta-feira a seguinte nota:

- PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA
GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL
Ao Sr jornalista Bob Fernandes
Em resposta às suas indagações, o Ministro Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSIPR) informa que não procede a notícia de que teria conhecimento sobre autor(es) de eventuais escutas telefônicas.
Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação Social do GSIPR
Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República

Como informou este Terra Magazine, o general Jorge Félix passou parte da manhã da quinta-feira, 13, na sede da Abin, em Brasília, em conversa com os servidores do órgão. O ministro-chefe do GSI busca apaziguar os ânimos na contenda que envolve Abin e Polícia Federal desde que a PF apreendeu computadores e documentos com dados sigilosos da agência (leia aqui).

Veja também:
» Opine aqui sobre a operação Satiagraha da Polícia Federal
» Toda a dimensão da crise
» Os vazamentos no inquérito da PF sobre vazamentos
» No meio do caminho, tem uma pedra

 

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol