Terra Magazine

 

Terça, 27 de janeiro de 2009, 14h49 Atualizada às 15h01

De Grandis: Bloqueio derruba tese de Dantas

Aloisio Milani e Diego Salmen

A participação de instituições internacionais no bloqueio de recursos do Opportunity no exterior, afirma o procurador da República Rodrigo De Grandis, afasta a tese de que haja um complô contra o banqueiro Daniel Dantas.

"Essas decisões não foram só de um juiz brasileiro. Foram tomadas no Reino Unido e nos Estados Unidos. Essas pessoas que tomaram essas medidas não acompanham o dia-a-dia dos jornais brasileiros para serem supostamente influenciadas", diz.

Veja também:
» Satiagraha: governo bloqueia US$ 2 bi enviados ao exterior
» Opine aqui sobre a operação Satiagraha da Polícia Federal

"As pessoas tiveram contato com os elementos da investigação e isso foi suficiente para determinar o bloqueio do dinheiro". Prossegue o procurador:

"Isso afasta a tese de que haveria um complô ou uma espécie de consórcio do Ministério Público, da Polícia Federal e da Justiça brasileira para incriminar o Opportunity. Caso contrário, as autoridades dos Estados Unidos e do Reino Unido deveriam também estar no consórcio", ironiza.

Terra Magazine conversou com De Grandis na tarde de segunda-feira, 27. Seu currículo é extenso: foi ele quem denunciou o ex-prefeito Paulo Maluf e mais dez pessoas por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Também participou da investigação do caso MSI/Corinthians. Agora, em suas mãos, o inquérito sobre o Opportunity.

A Operação Satiagraha entra em uma fase que apura indícios de lavagem de dinheiro. "Quando tivemos acesso à investigação eram basicamente descritos os crimes financeiros. A partir daí, seguimos novos indícios", explica.

E, depois de tanto vai-e-vem nas páginas dos jornais, inclusive com questionamentos sobre a veracidade das provas contra Daniel Dantas, a pergunta que fica ao procurador:

- "Há alguma dúvida de que haja crimes nas operações do Opportunity?"

Para justificar sua resposta, o procurador retoma o assunto do bloqueio dos recursos no exterior:

"Não tenho a menor dúvida. Como membro do Ministério Público Federal, você pode falar que sou parcial. Mas, com base nas mesmas provas que o MPF teve acesso, a autoridade máxima do Reino Unido bloqueou as contas. E os Estados Unidos também confirmaram o bloqueio. Então, isso demonstra que existe elementos suficientes para comprovar os ilícitos".

Na semana passada, o Ministério da Justiça anunciou o bloqueio de US$ 2 bilhões mantidos em contas bancárias no exterior e oriundos de movimentações do Grupo Opportunity investigadas pela Operação Satiagraha.

Desse total, US$ 500 milhões, segundo o ministério, teriam sido de uma cooperação internacional com o governo norte-americano. Contudo, o Ministério Público Federal não confirmou os valores, assumindo publicamente que só havia comprovação de US$ 450 milhões.



Leia a cobertura completa de Terra Magazine sobre o caso:
» "Não sei quem fez grampo no STF", garante Félix
» Toda a dimensão da crise
» No meio do caminho tem uma pedra
» Mello defende juiz e ataca quebra ilegal de sigilo
» STF mantém habeas corpus para Daniel Dantas
» "Dantas se infiltrou no Estado", diz Protógenes
» Protógenes diz que Dantas é criminoso e psicopata
» PF faz busca na casa de Protógenes Queiroz em SP
» Dantas pediu para Mendes julgar processo em 2005
» Lacerda vai à CPI desfazer articulações de Dantas
» Deputado admite que CPI pode beneficiar Daniel Dantas
» Alvo de Daniel Dantas, Lula dizia: "É um escroque"
» Gravação expõe fratura na cúpula da PF; ouça
» Delegado: "Vou ouvir Dantas e na sexta relato inquérito"
» Delegado que prendeu Dantas é afastado
» FHC: Caso Dantas é batalha pelo controle do Estado
» Em diálogos, Daniel Dantas cita FHC na montagem de fundo
» Dantas ressuscita ACM para atacar ministro do STJ
» Bahia diz não ter recebido US$ 32 mi do Opportunity
» 'Gilmar Mendes agiu certo', diz criminalista
» 121 juízes demonstram indignação com Mendes
» Juíza que avisou de grampo pede: 'me esqueçam'
» Maierovitch: Gilmar Mendes está "extrapolando"
» Dantas: "Vou contar tudo! Detonar!"
» Pedro Simon: "Está na hora de rico ser preso"
» Mello: Ministros do STF não têm nada a esconder
» "O senhor está preso", diz delegado a Dantas
» Com prisão preventiva, um xeque-mate em Dantas
» Na madrugada, estratégia para a nova prisão Dantas
» Solto, Dantas é intimado a depor
» PF viveu guerra e espionagem para prender Dantas
» 50% dos presos esperam decisão dada a Dantas
» Dantas, um banqueiro da Coisa Nossa
» Advogado: Dirceu não tem relação com Daniel Dantas
» BrOi: emissários de Dantas tentam chegar a Dilma
» Celso Pitta recebia dinheiro vivo de Naji Nahas
» Inferno de Dantas - Um Raio X do Opportunity Fund
» Dantas-Nahas: Para entender a organização
» O inferno de Dantas
» Exclusivo: PF prende Dantas e organização criminosa

 
Marcelo Pereira/Terra
Procurador da República Rodrigo De Grandis, do MPF/SP

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol