Terra Magazine

 

Quinta, 19 de março de 2009, 15h55 Atualizada às 16h34

Jarbas: 20 mais corruptos são da base do governo

Thais Bilenky
Especial para Terra Magazine

Investiga-se na Câmara dos Deputados a articulação de um grupo de políticos da base do governo que "faz e acontece" no Congresso Nacional, "pessoas que estariam manipulando o orçamento e outras coisas mais", denuncia o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). Este grupo, inicialmente batizado de G-8, se expandiu e hoje é denominado G-20.

Veja também:
» Dilma: PMDB é fundamental para a governabilidade do País
» Temer pede para STF agilizar manifestação sobre MPs
» Simon: PMDB não pode "dar" pra quem paga mais

O senador Jarbas Vasconcelos informa a Terra Magazine a relação do G-20 com o governo:

- São pessoas da base de apoio do governo, evidentemente. De diversos partidos, não só de partidos majoritários, como PMDB e PT. São de outros partidos. O PMDB deve estar majoritário nisso porque é o maior (partido).

A investigação acerca deste grupo avança, mas o senador relata que ainda não é possível especificar os nomes e os partidos dos envolvidos. Segundo Jarbas, o G-8 - G-20 atua desde a antiga legislatura (2007) e engordou devido à impunidade.

Na entrevista a seguir, Jarbas fala sobre o G-20.

Terra Magazine - O senhor poderia dar detalhes do G-8, agora G-20?
Jarbas Vasconcelos -
Foi uma discussão que estava na terça-feira, 17, na reunião do pessoal de transparência. O pessoal estava falando da Medida Provisória 449, do "Refis (da crise"), e estavam falando lá em grupo G-8 - G-20. Seria de pessoas que estão manipulando o orçamento, fazendo outras coisas mais.

Por que o grupo se expandiu?
Porque este grupo vem de algum tempo já, e vem se consolidando. Pela questão da impunidade, que não existe punição para isso, e aí diz que esse grupo faz e acontece dentro da Câmara.

As eleições do PMDB às presidências do Congresso podem ter contribuído para a consolidação da corrupção?
Não, acho que não, porque o pessoal fala que isso vem da legislatura passada e continua na nossa legislatura e a gente está só com 45 dias da eleição deles (deputado Michel Temer e senador José Sarney, presidentes respectivamente da Câmara e do Senado). Seria um tanto exagerado dizer que as presidências das duas Casas estão facilitando a articulação deste grupo.

Os envolvidos estão relacionados com o governo?
São pessoas da base de apoio do governo, evidentemente. São pessoas que apóiam o governo, de diversos partidos, não só de partidos majoritários, como PMDB e PT. São de outros partidos. O PMDB deve estar majoritário nisso porque é o maior.

 
Reprodução
Jarbas Vasconcelos: G-8 engordou. O G-20 mais corruptos são da base do governo

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol