Terra Magazine

 

Terça, 11 de maio de 2010, 09h24 Atualizada às 10h16

Votei a favor do Ficha Limpa, informa deputado Paulo Maluf

Edu Chavez/Futura Press
O polêmico ex-prefeito e deputado Paulo Maluf, do PP, garante apoio ao projeto Ficha Limpa
O polêmico ex-prefeito e deputado Paulo Maluf, do PP, garante apoio ao projeto Ficha Limpa

Eliano Jorge

Apesar dos processos por suposta improbidade administrativa e de denúncias que ameaçam suas futuras candidaturas, o deputado e ex-prefeito paulistano Paulo Salim Maluf, do PP, garante apoio ao projeto Ficha Limpa, que veta candidatos condenados pela Justiça. "Votei a favor", afirmou a Terra Magazine.

- Não há nenhum impedimento - assegurou, sobre eventuais obstruções da nova legislação à sua candidatura parlamentar em 2010.

O deputado não quis fazer mais comentários sobre o assunto. "Você ligue para meu assessor de imprensa, que nós estamos dando uma nota oficial a respeito (disso), hoje (segunda-feira, 10). A minha opinião é igualzinha à nota oficial que aprovei", afirmou.

Porém, seus assessores indicados negaram a existência de qualquer nota sobre a questão. Para não haver erro, ele até confirmou o telefone: "O número do meu assessor é (...) onze, que é o número em que você vai votar!".

O Ministério Público Federal acusou Maluf por lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) o incluiu na lista de criminosos procurados por ela.

Minhocão

Sobre a possibilidade de demolição pela Prefeitura de uma das mais famosas realizações de suas gestões, o Elevado Costa e Silva, o popular Minhocão, Paulo Maluf também foi evasivo.

- Não conheço o projeto. Portanto, não comento. A obra é minha, tenho muito orgulho dela, mas preciso ver o projeto detalhado para poder opinar.

Ele só deixa de ser sucinto ao falar de sua preparação para as eleições. "A campanha está excepcional. Por que você não cobre a campanha? Está tudo muito bem. Se você colocar um repórter para nos acompanhar, vai ver que está tudo um sucesso", exalta.

Já são cerca de seis meses de giro pelo Estado. "Começamos em dezembro, é uma cidade por semana. Já devemos ter visitado de 15 a 20 cidades", calcula, sem temer qualquer veto do Ficha Limpa a seus planos.

Leia também:
» Maluf: inclusão em lista da Interpol é campanha eleitoral

» Maluf não considera "fichas-suja" questão urgente
» A corrupção, segundo Maluf, Oscar Maroni, Sérgio Moraes...
» Maluf: "fico feliz por Serra me considerar um bom prefeito"
» TRF mantém condenação de ex-coordenador da dívida de Maluf
» Condenada em SP, Erundina protesta: "E o Pitta e o Maluf...!"
» Siga Bob Fernandes no twitter

 

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol