Terra Magazine

 

Sábado, 14 de agosto de 2010, 08h12

Por que o sigilo dos governos sobre OVNIs?

José Luiz Teixeira
De São Paulo

A Aeronáutica vai liberar todos os documentos confidenciais acumulados ao longo de décadas sobre o aparecimento de OVNIs nos céus do Brasil.

Gostaria de saber por que o governo demorou tanto tempo para permitir a nós outros, simples mortais, o acesso a esses documentos?

Se não havia nenhuma evidência de que os discos voadores existem, poderiam ter mostrado logo a papelada para cortar de vez as asas da nossa imaginação.

Ao manter segredo, como é da natureza humana, aumentou nossas curiosidade e crença sobre eventuais visitas ao nosso planeta de homenzinhos verdes, baixinhos e cabeçudos.

Antes tarde do que nunca. Talvez agora os ufólogos consigam comprovar a tese de que quem estava viajando eram os extraterrestres, não eles próprios.

Conheci um estudioso do assunto, anos atrás, que jurava que representantes de outras galáxias estavam entre nós há muito tempo.

Mais ainda: já haviam se reunido com os principais líderes mundiais que, por sua vez, mantinham essa informação guardada a sete chaves.

Os motivos de tanto sigilo, segundo ele, eram vários; o principal envolvia grandes corporações petrolíferas que, de certa forma, controlam a economia mundial.

Isso porque - justificava - ao divulgar a existência de naves interplanetárias teriam de explicar qual o combustível usado por elas para chegar de tão longe.

A abertura pública da fórmula da 'energia magnética' utilizada faria as ações e o poder dessas companhias gigantes desmoronar da noite para o dia.

Além dessa revelação - acrescentava, convicto - outras poderiam simplesmente virar do avesso as instituições políticas e religiosas, tais como novos conceitos de democracia e de Deus.

Seria o caos econômico, político e religioso. A humanidade não estaria, portanto, preparada para tamanha revolução de valores.

Obviamente, os documentos liberados pela Aeronáutica não irão comprovar essa instigante especulação.

Mas, para quem gosta de teorias da conspiração, como eu, é um prato (voador) cheio.

José Luiz Teixeira é jornalista. Formado pela Faculdade Cásper Líbero, trabalhou em diversos órgãos de imprensa, entre os quais as rádios Gazeta, Tupi e BBC de Londres, e os jornais O Globo, Folha de S.Paulo e Folha da Tarde.

Fale com José Luiz Teixeira: jl.teixeira@terra.com.br

Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais de Terra Magazine.

 
www.ufo.com.br/Divulgação
Foto do arquivo do Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV)

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol