Terra Magazine

 

Quarta, 9 de novembro de 2011, 20h21 Atualizada às 22h15

FHC defende "recato" no uso de maconha na USP, mas critica repressão

Dayanne Sousa

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) lamentou, na noite desta quarta-feira (09), a detenção de 72 manifestantes que ocupavam a reitoria da USP, numa operação da Polícia Militar.

- O episódio na USP foi lamentável do começo ao fim. Uma coisa é defender a regulação do uso de drogas, mas pior ainda foi usar isso como pretexto para invadir a reitoria. A reitoria então tem razão - disse FHC, na sessão de autógrafos do DVD do documentário "Quebrando o Tabu", na livraria Saraiva, do shopping Higienópolis.

O estopim dos protestos na USP foi a detenção, no dia 27 de outubro, de três jovens que fumavam maconha no campus. Questionado se a polícia deveria ter detido os estudantes usuários de droga, o ex-presidente defendeu o "recato":

- Depende, porque a lei especifica quantidades diferentes... Mas eu acho que tem que ter um certo recato. O fato de você estar ali abertamente é uma provocação, não vejo razão para isso.

Entretanto, durante o debate com os presentes ao lançamento do DVD do documentário dirigido por Fernando Grostein de Andrade, FHC criticou, de forma genérica, a ação repressiva:

- A repressão não funciona, só piora o problema.

Citou o exemplo do México e concluiu, no final:

- Se você puser na cadeia, vai aumentar o consumo. Não é a cadeia que vai resolver.

Veja também:
» Alunos da USP aplaudem presos e celebram greve com "Marcha Soldado"
» Repressão e liberalidade convivem no campus da USP
» Siga Bob Fernandes no twitter

 

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol