Terra Magazine

 

Terça, 15 de novembro de 2011, 08h00

Emanoel Araújo: "Cotas já estão beneficiando São Benedito"

Claudio Leal

Na Semana da Consciência Negra, o Museu de Arte Sacra de São Paulo abrirá, em 17 de novembro, às 19h, a exposição temporária "Benedito das Flores e Antonio do Categeró", com a curadoria de Emanoel Araújo. Cerca de 170 imagens e esculturas do acervo do museu e de coleções privadas, do século XVI ao XIX, representam os dois santos franciscanos negros.

Ambos têm origem na escravidão africana. Antonio do Categeró, pastor de cabras. São Benedito, descendente de escravos, monge dos irmãos eremitas de São Francisco de Assis, cozinheiro de seu convento, na Itália. O escultor e curador Emanoel Araújo destaca a importância crescente de Benedito na devoção católica:

- Antigamente, na Igreja de São Francisco de Assis (em Salvador, Bahia), quando você entrava no fundo da igreja, as imagens ficavam atrás, nas duas portas laterais. Agora, ele alçou status: está nos altares laterais, um em cada nave, São Benedito e Santa Efigênia. Pode-se dizer que São Benedito saiu da cozinha e já veio pra sala de visita.

Araújo ironiza:

- As cotas e as ações afirmativas já estão beneficiando São Benedito e Santa Efigênia. A Igreja sempre faz questão de dizer que ele era preto, cozinheiro e analfabeto. Apesar de ele ser instrutor, voltou pra cozinha. Nem os santos pretos escapam da sua negritude - provoca o curador.

Exposição: "Benedito das Flores e Antonio do Categeró"
Período: 18 de novembro de 2011 a 10 de março de 2012
Endereço: Museu de Arte Sacra de São Paulo. Avenida Tiradentes, 676, Luz, São Paulo.
Site: www.museuartesacra.org.br
De terça a domingo, das 10h às 18h

 
Divulgação
Exposição no Museu de Arte Sacra atesta a grande devoção a santos negros

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol