Terra Magazine

 

Terça, 31 de janeiro de 2012, 08h03

Infância de Mestre Pastinha é contada em livro ilustrado

Cau Gomes/Reprodução
Pastinha na infância: menino esperto e miúdo nascido no Pelô
Pastinha na infância: menino esperto e miúdo nascido no Pelô

Dayanne Sousa

"Menino, você é muito mirradinho... Venha cá que vou lhe ensinar uma coisa que é pra ninguém mais mexer com você". O convite do velho Benedito, antigo escravo, mudou o rumo da vida do encrenqueiro Pastinha, menino criado no Pelourinho e que se tornaria Mestre de capoeira, figura histórica da Bahia.

Quem conta a história é o jornalista José de Jesus Barreto. Pesquisador da vida do capoeirista Vicente Joaquim Ferreira Pastinha, que ele agora traduz em conto infantil. Barreto acaba de lançar Pastinha: O menino que virou Mestre de capoeira, obra que dá destaque aos episódios de Pastinha quando criança e conta com ilustrações de Cau Gomes.

"Pastinha é uma figura mítica, que eu colocaria ao lado de Dorival Caymmi, Jorge Amado e Carybé", comenta Barreto. "Além de ser um grande capoeirista, Pastinha era super inteligente, bem preparado, era um pensador mesmo".

O jornalista conta que passou a pesquisar a vida do Mestre porque não havia livros que preservassem essa história. Teve também um incentivo pessoal:
- Conheci Pastinha, cheguei a dar umas pernadas - conta.

O livro se inspira numa entrevista que pastinha concedeu em 1967 à extinta revista Realidade. Ali, ele conta como foi formado na capoeira pelo velho Bendito ainda criança até chegar a fundar a primeira escola de capoeira Angola da Bahia.

Barreto explica que, na juventude de Pastinha, a capoeira baiana era marcada pela figura de Bimba. "Diferentemente de Pastinha, Bimba defendia uma capoeira mais competitiva, mais ligada ao esporte", comenta o autor. "Os angolanos viram em Pastinha uma voz para divulgar a capoeira como ela era originalmente".

Nas palavras de Pastinha, capoeira é "mandinga de escravo em ânsia de liberdade". Falar desta história é, para Barret, uma forma de reafirmar a identidade negra que compõe a Bahia. "Hoje estamos muito preocupados com esse negócio de mexer a bundinha, com esse axé comercial", critica. "É uma parte de nossa formação que estamos perdendo".

"Pastinha - O menino que virou Mestre de capoeira"
Autores: José de Jesus Barreto e Cau Gomez
Solisluna Editora
Preço: R$35,00

 

Terra Magazine América Latina, Veja a edição em espanhol