O presidente do Ultimate Fighting Championship Dana White participou do programa UFC Tonight ontem a noite e declarou que a luta entre Anderson Silva e Chris Weidman está mais próxima do que os fãs das artes marciais mistas pensam. O dirigente se animou com a rápida recuperação do americano, que recentemente fez uma cirurgia no ombro, e voltará a treinar em dois meses.

Weidman almeja enfrentar o campeão peso médio em julho, apesar do brasileiro evitá-lo por reconhecer nele uma ameaça real. “Parece que ele está evitando a luta a todo custo. Eu sou um wrestler grande, forte, atlético, jovem e com bom jogo de chão. Sou uma luta ruim para ele, e ele sabe disso”, disse ao MMA Junkie.

Confiante, o All-American já planeja conceder a revanche ao Spider em novembro, após derrotá-lo no dia da Independência dos Estados Unidos. “Daqui a mais dois meses estarei 100% recuperado da minha cirurgia no ombro, então o meu foco é no evento de quatro de julho, para em seguida dar-lhe a revanche imediata em novembro, no Madson Square Garden”.

Ao Sportv.com, o empresário Ed Soares revelou que Chris Weidman lhe afirmou que lutaria pelo cinturão até no Brasil, onde esteve pela primeira vez em outubro do ano passado, quando presenciou a vitória de Anderson contra Stephan Bonnar. Outros nomes foram sugeridos ao campeão e seu retorno deverá ser oficializado nos próximos dias.

Siga o blog Mano a Mano no twitter@EduardoCruzMMA