foto: divulgação/UFC

O campeão meio médio Georges Saint Pierre treina com o desafiante ao cinturão dos pesos médios do Ultimate Fighting Championship Chris Weidman na academia do brasileiro Renzo Gracie, quando vai a Nova Iorque, onde se prepara para as suas lutas. Seu próximo desafio será no dia 16 de março, quando defenderá o cinturão contra Nick Diaz no UFC 158.

Mas voltando a falar do companheiro de treinamento, o canadense aposta que o All-American não somente destronará o rei dos médios, Anderson Silva, como o finalizará em um combate que não deverá se prolongar por muitos rounds no UFC 162, no dia 6 de julho. Ao Sportsnet, site do Canadá, GSP comentou:

“Quando eu vejo o meu amigo Chris Weidman treinando, acredito que ele derrotará o Anderson Silva. Acredito que ele é uma luta ruim para o Anderson Silva. Muito ruim. Ele não somente vai batê-lo como finalizará o Anderson Silva. E acredito que essa luta não vai demorar muito. As pessoas vão ficar chocadas.”

LEIA TAMBÉM Chris Weidman: Estou destinado a vencer Anderson Silva

Georges, que é um dos alvos do Spider, criticou o lutador da X-Gym por ter aceito o confronto somente após Weidman ter lesionado o ombro. A contusão forçou o invicto atleta a se manter afastado do octógono e St-Pierre deu a entender que esse é o momento de Anderson enfrentá-lo para tirar vantagem da falta de ritmo do oponente.

“Anderson é esperto porque o Chris Weidman vem de lesão e de longo tempo de inatividade, então é hora de lutar com ele agora. Vai ser o melhor momento para lutar com o Chris Weidman agora, então o Chris precisa estar certo de que terá de estar muito bem preparado para essa luta”, disse.

Siga o blog Mano a Mano no twitter@EduardoCruzMMA